Entrevista com a escultora de topos de bolo Rosana Sequeira

Tive o enorme prazer de entrevistar Rosana Sequeira do Rosana Atelier.

Esta escultora é muito talentosa, consegue captar e transmitir a essência de cada casal em cada topo de bolo que cria.  

Pode considerar-se que além de escultora, é uma brilhante modista, pois recria cada vestido de noiva na perfeição, depositando em cada pormenor, a sua sensibilidade e paixão pelo que faz.

Esta, é sem dúvida, uma fornecedora que trabalha de coração e alma para realizar os sonhos das noivas. Foi a Rosana que com todo o carinho criou o meu topo de bolo, foi um dos pormenores mais perfeitos do grande dia. Deu um toque especial ao bolo  personalizado com fotos.

Se estão noivas e ainda não decidiram quem irá fazer o vosso topo de bolo, acabaram de encontrar a pessoa certa, para vos proporcionar um topo magnifico, para surpreenderem todos no grande dia e guardarem uma bela recordação.

Nome: Rosana Sequeira

Profissão: Escultora de topos de bolo e decoração.

Ano de Início de actividade: 2007

1. Como se tornou escultora? E como começou a dedicar-se aos topos de bolo?

R:  Em 2006, mandei fazer as lembrancinhas de nascimento da minha filha no Brasil; eram uns ímans de bonequinhas com nome, feitas em porcelana. Quando recebi a encomenda, fiquei encantada, achei aquela arte tão bonita e tão perfeita que decidi aprender a fazer.

Comecei a fazer lembranças de nascimento, de casamento e aniversário. Como se tornou um trabalho repetitivo, comecei a ter problemas no pulso e portanto, tive que deixar as lembranças e dedicar-me mais a fazer peças para topo de bolo ou decoração.

2. Quais os principais desafios que encontrou até hoje?

R: Encontrar o material nem sempre é fácil, mas hoje em dia não tenho tantos problemas desses, pois compro sempre em grandes quantidades. A porcelana vem do Brasil e já aconteceu de esgotar e eu me ver em desespero porque tinha encomendas e não tinha a porcelana.

3. Quais as suas inspirações?

R: Os vestidos das noivas é a primeira coisa que gosto de ver sempre.

4. Quais os materiais utilizados na criação dos topos de bolo? E qual a parte do processo dá mais trabalho?

R: Porcelana fria, tinta a base óleo e acrílica, esferovite, papel alumínio, cola e tecido. Normalmente, é o vestido da noiva, onde levo mais tempo a fazer.

5. Que conselhos dá à noiva na escolha do topo? O que se deve ter em consideração?

R: As noivas costumam já vir com suas próprias ideias de como pretendem a peça e então, eu vejo se é possível ou não executá-las. Se vejo que é necessário, também dou dicas do que ficará melhor na peça, pois já consigo mentalizar a escultura pronta antes da execução.

Sou da opinião, de que “menos é mais”, ou seja, quanto menos detalhes tiver na base, junto com a peça, mais bonita e harmoniosa, ela se torna. Basta só a escultura do casal de noivos e o bouquet. Digo sempre o bouquet, pois este é o que dá cor à peça e nada mais é necessário.

Topo de bolo da autora do blog Iolanda Grenha

6. Qual o pedido mais estranho que já lhe fizeram?

R: Foi o pedido de um homem que separou-se da mulher. Ele queria o noivo no topo do bolo com uma espingarda, todo feliz e a noiva caída na base do bolo.

7. Como definiria um topo de bolo de luxo?

R: Na minha opinião, ter um topo de bolo, já é um luxo, pois para casar, não há necessidade. É de fato, uma bonita recordação que dependendo do cuidado da noiva, poderá durar uma vida.

8. Quanto tempo leva em média para fazer cada peça?

R: Depende da complexidade (quantidade e tipo de elementos a criar no total), só o casal, levo em torno de 15 a 20 dias.

9. Quem quiser contratar os seus serviços deve fazê-lo com quanto tempo de antecedência?

R: Começo sempre a agendar em Setembro do ano anterior ao evento. O ideal é agendar nesta época, pois cada peça demora muito tempo para ficar pronta e por isso, não consigo aceitar muita encomenda. Assim sendo, as vagas esgotam-se muito rápido.

10. E porque neste blog se fala de sonhos, qual o seu maior “sonho” profissional a longo prazo?

R: Fazer esculturas numa dimensão maior, abstratas ou figuras do corpo humano, em outros materiais, como cerâmica, barro, somente decoração.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *