Entrevista com a wedding planner Bianca Oliveira

Tive o enorme prazer e a honra de entrevistar Bianca Oliveira wedding planner Do Pedido ao Altar

Esta wedding planner é uma das melhores profissionais de Portugal neste ramo.

Ela consegue captar e transmitir a essência de cada casal, em cada casamento que organiza. Cada elemento que compõe a sua equipa, bem como cada fornecedor que a acompanha na realização do casamento de sonho do casal, é criteriosamente escolhido, de forma a que nada falhe no vosso grande dia.

A Bianca acompanha todas as tendências que vão surgindo, de forma a actualizar os casais e a estar preparada para responder a todas as exigências solicitadas. Esta fornecedora trabalha de coração e alma para realizar o casamento de sonho de cada casal de noivos. 

Se estão noivas e ainda não escolheram wedding planner, acabaram de encontrar a pessoa certa, para vos proporcionar dia magnifico.

Nome: Bianca Oliveira

Profissão: Wedding Planner e guest blogger na plataforma Zankyou Portugal

1. Como se tornou wedding planner?
R: Sempre gostei deste universo, quando estava na universidade, estagiava num escritório durante a semana e aos fins-de-semana para ganhar um dinheiro extra fazia trabalhos como assistente de wedding planner. Nessa época, também participei em workshops, palestras e formações ligadas a área de eventos, mas o ápice da paixão foi na organização do meu próprio casamento.
Quando cheguei em Portugal, por hobbie ajudava muitas noivas e dava consultorias online. Entretanto, passado alguns anos o hobbie passou a ficar mais a sério e a ocupar boa parte do meu tempo diurno.

 

2. Pode contar como foi o início da Pedido ao Altar?
R: Não foi fácil, como todo o início de actividade enfrentada por empreendedores. Em Portugal, não existe culturalmente a tradição entre as noivas de priorizar a contratação de um organizador de eventos logo no início do planeamento. Além disso, até se conseguir criar um portefólio que transmita credibilidade e ficar conhecida no mercado, também demora e não é do dia para a noite.

3. Quais os principais desafios que encontrou até hoje?
R: Ter organizado um casamento em apenas 3 meses e estar a quase 700 km de distância do local do casamento, foi um grande desafio, mas no fim deu tudo certo!

4. A figura de wedding planner é algo muito vulgar em países como Brasil, EUA e Canadá. Em Portugal é uma profissão mais recente e que está em voga à pouquíssimo tempo. Qual o perfil dos casais que mais procuram este serviço?
R: É verdade, esses países tem por tradição dar prioridade à contratação do organizador de eventos, porque culturalmente as noivas já se aperceberam sobre a importância de se ter o acompanhamento de um profissional, que vai trazer tranquilidade durante a fase planeamento e no dia C. É o profissional que conhece profundamente o mercado dos eventos, e sabe quem são os “bons” e os menos “bons”, em quem se pode confiar, ou não. Já em Portugal, apesar de já existir actualmente muitos wedding planners no mercado, muitas noivas não sabem o que faz um wedding planner e quais são as suas funções para garantir o bom andamento dos preparativos para que tudo corra sem stress no dia do casamento.

O perfil dos casais que mais procura organizadores de eventos são aqueles que têm profissões ligadas a área da saúde, pois estão a maior parte do tempo em turnos médicos; empresários, e outras profissões que exigem muitas horas de dedicação profissional. Além dos referidos anteriormente, casais que vivem em outros países e que desejam casar-se em Portugal e portanto, também recorrem aos serviços de assessoria.

5. Recentemente, fala-se de Portugal como um Destination Wedding. Quais as principais características do nosso país que o faz ser visto como um destino de sonho para se casar?
R: Diversas características positivas, dentre as quais: preços competitivos comparados ao resto dos países da UE, gastronomia, história, património, belas paisagens, o melhor vinho do mundo na minha opinião, clima, fornecedores de excelência e povo acolhedor.

6. Quais as suas inspirações nas áreas criativas que a organização do casamento permite?
R: Um bom organizador e decorador de eventos precisa estar sempre a par das novas tendências, estudar o mercado, visitar blogs de referência e também reciclar-se para poder criar os projectos personalizados. Há muitos colegas no mercado em quem me inspiro, e um deles é o expert Roberto Cohen.

7. Quais os benefícios de contratar wedding planner?
R: Posso dizer que são muitas vantagens, a assessoria dos noivos é o maestro que rege uma orquestra de fornecedores (Catering, músicos, florista, Dj, fotógrafos, videógrafos… ), nada pode desafinar ou falhar.
O Wedding Planner é um arquitecto, que projecta os sonhos dos noivos, é o profissional que vai acompanhar o casal do início ao fim, que cobra dos seus colaboradores, tudo aquilo que o cliente idealizou e “comprou”.
Além disso, também é um psicólogo que percebe os noivos e suas famílias, que vai directo ao ponto e tenta se antecipar a cada pedido, a cada desejo, para que ele seja realizado.

Filipe Santos Fotografia

8. De vez em quando, surgem pessoas sem qualificação a intitularem-se como wedding planner. Que conselhos pode dar aos noivos, para perceberem se estão perante um profissional, ou um amador habilidoso?
R: Na verdade, não diria “de vez em quando”, wedding planners em Portugal estão a nascer como cogumelos, parece que virou moda e toda gente quer ser um. Mas aqui fica um alerta, procurem referências de trabalhos já realizados, o portefólio é importante na minha opinião, e também leiam os testemunhos de ex-clientes deixados em redes sociais e website. Além disso, desconfiem quando receberem um orçamento muito abaixo do valor de mercado, essa é a maior prova de que o profissional é apenas um aventureiro, um mero curioso.

9. Qual a sua resposta às primeiras grandes dúvidas das noivas. 
“Fiquei noiva e agora por onde começo? O que tratar primeiro?”
“Com que antecedência devo começar a organizar o casamento?”
R: Primeiro passo é pensar no conceito do casamento, pois o conceito servirá de directriz para todo o conjunto da obra. O segundo passo é definir um orçamento, o terceiro passo fazer a lista de convidados e o quarto passo e o mais importante contratar um wedding planner!
O quanto antes iniciar o planeamento melhor, sugiro sempre com pelo menos 1 ano de antecedência, se o casal fizer questão de realizar o copo-d´água num espaço muito requisitado poderá iniciar antes, ou seja, 2 anos de antecedência.

10. Quais as principais tendências nos casamentos e locais favoritos? E qual o estilo decorativo mais solicitado actualmente?
R: O “greenery” parece que veio para ficar, entretanto, os conceito rústico e clássico, na minha opinião são os mais solicitados. Observo uma tendência nos casais em Portugal de se investir mais em flores e iluminação.
Além disso, observo uma preferência de se realizar casamentos em locais históricos, minimalistas e herdades de família. Ou seja, as Quintas por exemplo, na minha opinião está actualmente Déjà vu.

11. Se um casal lhe pede um casamento de sonho, quais são os seus conselhos?
R: Para mim, um casamento de sonho deve ser composto por profissionais de excelência, e para se ter qualidade é necessário fazer um planeamento financeiro. Quando o casal não pode contar com a ajuda financeira de avós ou pais, a questão de orçamento será sempre um desafio. Costumo dizer que se os noivos souberem fazer um bom mealheiro antes de marcar a data, se respeitar nas questões que envolvem as famílias, perceber o estilo de cada um, as prioridades de cada um (porque às vezes um prefere investir mais em comida e o outro em decoração), eles terão muito mais probabilidades de serem felizes e de ter um casamento de sonho!

Fotografia Estúdios 7

12. Quais os aspectos a ter em conta para a organização perfeita de um casamento? E qual o erro mais frequente que se deve evitar ao organizar o casamento?
R: Os aspectos são: planeamento financeiro, ser uma pessoa organizada, confiar nos fornecedores contratados e escolher os seus próprios fornecedores.
Há muitos erros que podem ser evitados na organização de um casamento, mas o pior deles no meu ponto de vista é não contratar uma assessoria/cerimonial.
Muitas noivas, têm a síndrome de “mulher maravilha”, pensam que conseguem fazer tudo sozinhas, ou que alguém (uma tia, uma irmã, uma madrinha) vai dar uma ajudinha na organização, vai colaborar lá na hora da cerimónia e que isso já é suficiente. Isso é um erro gravíssimo, porque essas pessoas têm a sua própria vida, portanto não têm tempo para se dedicar a um planeamento que um organizador de eventos tem. Além disso, não possuem experiência e know-how que é necessário para organizar um evento de sucesso.  A assessoria não se resume a organizar o cortejo de entrada da cerimónia, ou arrumar o véu da noiva. Também não serve só para fazer pesquisas de fornecedores para o casal. O papel da assessoria vai muito além e com uma boa assessoria é pouco provável que um casal cometa erros.

13. Existe o mito de que wedding planner é um serviço com preços exorbitantes e por esse motivo apenas ao alcance de poucos noivos? O que tem a dizer aos noivos que têm esse pensamento e nem sequer estão a ponderar pedir um orçamento?
R: Infelizmente existe essa lenda, e para ser sincera no mercado de eventos há de tudo, cabe ao cliente saber separar o trigo do joio. Mas se levarmos em consideração, que um organizador de eventos está envolvido na maioria das vezes durante mais de 1 ano no planeamento de um casamento. E que o próprio dia implica muitas horas de trabalho, portanto tem  de se ponderar o que um casal considera justo a pagar por esse tipo de serviço, que é a alma do evento e quais são as suas prioridades como casal.

14. Como definiria um casamento de luxo?
R: O planeamento de um casamento de luxo deve iniciar pela escolha das composições envolvidas na criação dos detalhes que irão fazer a diferença. As peças chaves devem estar em harmonia entre si, trazendo leveza e personalidade ao ambiente. Sofisticação sem exageros, é um belo direccionamento para se alcançar um resultado sofisticado.
A decoração é ponto fundamental em um casamento de luxo. Alguns objectos, podem ser considerados atemporais uma vez que transmitem a sensação de glamour. Muitos lustres, arranjos aéreos, mesas com bastantes arranjos florais, prataria, castiçais de bom material, toalhas e guardanapos em linho e também cristais. Os lounges com sofás e poltronas, tapetes persas e espelhos venezianos podem compor harmoniosamente um ambiente de luxo.

15. Para que famosa gostaria de organizar o casamento?
R: Para a mulher mais linda do mundo: Gisele Bündchen, mas não vou ter essa honra, pois ela já é casada.

16. Que tipo de pack de serviços tem para oferecer aos noivos? Quem quiser contratá-la deve fazê-lo com quanto tempo de antecedência?
R: A Do Pedido ao Altar tem 4 packs de assessoria que estão no separador “SERVIÇOS” do website. Recomendo as noivas entrarem em contacto comigo com pelo menos 1 ano de antecedência a data do casamento, e se puderem fazê-lo antes disso, melhor.

Suzy Vieira Photography

17. E porque neste blog se fala de sonhos, qual o seu maior “sonho” profissional a longo prazo?
R: O meu maior sonho como pessoa e profissional agora foi finalmente alcançado, porque faço o que gosto! Sou oriunda do ramo da advocacia e trabalhei como advogada no Brasil alguns anos antes de conhecer o meu marido, mas não me sentia realizada profissionalmente e feliz comigo mesma. Mas considerando a longo prazo, o meu maior sonho é que todas as noivinhas portuguesas passem a ter como braço direito um Wedding Planner. E na minha opinião, o blog O Teu Casamento de Sonho tem tido um papel fundamental nesse sentido e muito esclarecedor na mudança de mentalidades.
Aproveito para agradecer ao blog o convite e oportunidade de contar um pouco da minha história e percurso de vida! Feliz planeamento a todas as noivas de Portugal e do mundo!

Testemunho de uma noiva

Contactos: 

Site: http://dopedidoaoaltar.com/

Facebook: https://www.facebook.com/dopedidoaoaltarbiancaoliveira/

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *